Skip to main content

Yoga na Gravidez: Conheça Todos os Benefícios Dessa Prática

O yoga na gravidez pode trazer diversos benefícios, tanto para a saúde física quanto mental. Praticar as posturas que envolvem o yoga é uma forma simples de ampliar a consciência corporal e a conexão com o bebê.

Para que esse tipo de exercício não acarrete em problemas para a gestante, é importante que ela respeite as suas limitações físicas de acordo com a fase da gestação que se encontra, de modo que as posições vão se adaptando.

Hoje não é obrigatório fazer aulas em locais específicos para praticar yoga, já que muitas dicas podem ser encontradas de forma online. A seguir você poderá saber melhor como o yoga funciona e quais são os seus principais benefícios.

Anúncios



O que é yoga?

O yoga foi criado a princípio como uma disciplina espiritual, onde o seu principal objetivo é a evolução do ser humano em todos os aspectos de sua existência. Trata-se de uma prática que envolve o bem-estar físico, mental, emocional e espiritual.

Ele pode ser praticado com base em um conjunto de técnicas que combinam posições corporais distintas, respiração, meditação e flexibilidade. O yoga na gravidez é permitido e altamente recomendado, já que possui muitos benefícios.

Como a atividade é bastante segura e envolve baixo impacto, pode ser praticada durante toda a gestação, mas os exercícios são divididos conforme o trimestre para tornar a atividade ainda mais segura.

yoga-na-gravidez
yoga-na-gravidez

Como funciona o yoga na gravidez

Conforme já citado, o yoga na gravidez é muito seguro, mas para que as gestantes não corram nenhum tipo de risco durante a prática, ela é dividida de acordo com o trimestre e funciona da seguinte forma:

  • Yoga para gestantes primeiro trimestre: geralmente aqui as mães recebem aulas introdutórias sobre o yoga, onde aprende posturas mais básicas e fáceis, que são voltadas para relaxar o corpo e tranquilizar a mente;
  • Yoga para gestantes segundo trimestre: as práticas aqui terão o objetivo de aliviar os desconfortos causados pela gestação, então as atividades estarão mais relacionadas ao alinhamento postura;
  • Yoga para gestantes terceiro trimestre: aqui as atividades devem oferecer mais estabilidade e equilíbrio para a futura mãe, de modo que ela pode aprender a controlar a ansiedade e prepara o corpo para o parto.

Principais benefícios do yoga na gravidez

O yoga é uma atividade milenar que gera muitos benefícios para todas as pessoas, independente de idade, condição física ou gênero, de modo que os praticantes podem trabalhar o corpo e a mente de uma forma única.

Quando se trata de yoga na gravidez, os benefícios gerados são ainda mais visíveis e podem ser visualizados em vários pontos da rotina da gestante. Veja abaixo quais são os principais benefícios dessa prática:

  • Com a prática do yoga, o assoalho pélvico pode ser fortalecido, o que é muito importante para as grávidas que desejam realizar o parto natural;
  • Os exercícios atuam na redução da ansiedade, condição psicológica que geralmente é muito marcante na gravidez;
  • Por ser uma prática de autocuidado, a mãe consegue intensificar seu vínculo com o bebê;
  • Através das posições do yoga, é possível que haja a redução de dores musculares, principalmente aquelas relacionadas a dores lombares;
  • Como o yoga ativa a circulação sanguínea, ele atua reduzindo as dores nas pernas e o inchaço;
  • Começar a praticar é muito fácil e muitas vezes não é necessário sair de casa, já que muitos locais oferecem aulas online.

Vale mencionar ainda que o yoga também ajuda na recuperação do pós-parto, sendo que continuar com a prática mesmo após a gestação acarretará em outros diversos benefícios que podem ser sentidos no cotidiano.

Praticando yoga de forma segura

Com base no tópico anterior você pode perceber que há apenas vantagens em fazer yoga na gravidez, já que ele realmente contribui para a saúde da mãe de do bebê, mas para evitar problemas, é preciso tomar alguns cuidados:

  • Evite todas as posturas que façam pressão na região abdominal;
  • Evite as posturas invertidas;
  • No primeiro trimestre, dê prioridade para as posições feitas em pé;
  • Durante a prática, mantenha a coluna reta e queixo erguido, já que assim o bebê pode ficar mais confortável.

Hoje é possível encontrar vídeos de yoga para gestantes YouTube, mas é importante que você jamais negligencie o auxílio de um profissional especializado a fim de executar as atividades com mais segurança.

Relação do yoga com a depressão pós-parto

De acordo com estudos diversos, muitas brasileiras sofrem depressão pós-parto, que consiste em um transtorno mental que prejudica muito o vínculo afetivo da mãe com o recém-nascido, sendo preciso ter uma atenção especial.

Para evitar esse tipo de quadro, o yoga é amplamente recomendado, já que ele trabalha a mente e o corpo em conjunto. Quando aliado à meditação, essas ferramentas são poderosas em relação ao combate de distúrbios psicológicos.

Relacionados

Veja também esse artigo

Continue lendo

Você Permanecerá no mesmo site

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.