Skip to main content

Seios na Gravidez: Veja Quais São as Principais Mudanças

Os seios na gravidez passam por um momento de transição, assim como todo o corpo da mulher, já que este visa abrigar o bebê e fornecer todas as condições para ele se desenvolva corretamente ao longo dos 9 meses de gestação.

É muito comum que as mulheres precisem comprar novos sutiãs e roupas mais larguinhas, já que os seios tendem a aumentar de tamanho. Além disso, o crescimento da barriga acaba obrigando a gestante a transformar seu guarda roupa.

Essas mudanças são bastante acentuadas na maioria das vezes, de modo que as gestantes acabam ficando mais curiosas sobre o que se passa com o seu corpo, e com base nesse post, você poderá saber várias informações sobre o assunto.

Anúncios



Principais alterações nos seios no primeiro trimestre

A grande maioria das mulheres começam a sentir mudanças nos seios na gravidez logo no primeiro trimestre. O aumento dos níveis hormonais e as mudanças que envolvem a estrutura da mama acabam tornando-os mais sensíveis e delicados.

Algumas gestantes podem apresentar dores nos seios durante toda a gestação, mas na maioria dos casos, esse incômodo cessa logo após o primeiro trimestre, então a situação é variável de uma mulher para outra.

Os seios podem crescer rapidamente durante o primeiro trimestre de gravidez, mas o tamanho pode aumentar gradualmente no decorrer da gestação, surgindo a necessidade de optar por sutiãs de maternidade, que são mais confortáveis.

Principais alterações nos seios no segundo trimestre

Segundo especialistas, com 15 semanas de gestação as células responsáveis pela produção de leite começam a atuar, mas grande parte desta secreção será reabsorvida pelo organismo da gestante como forma de evitar a produção excessiva.

Outras alterações nos seios na gravidez incluem mamilos e aréolas maiores e mais escuras. Além disso, as pequenas bolinhas e saliências que ficam na região da aréola ficam mais perceptíveis.

Caso os seios venham a aumentar de tamanho de forma súbita durante a gestação, é provável que surja coceira e desenvolvimento de estrias na região, sendo que o uso de cremes hidratantes suaves podem auxiliar.

seios-na-gravidez
seios-na-gravidez

Principais alterações nos seios no terceiro trimestre

No último trimestre da gestação, é comum que as gestantes sintam os seus seios mais doloridos e pesados. Uma dica importante aqui é usar o sutiã até mesmo para dormir, já que assim é possível sentir mais conforto.

Já em relação a como fica o bico da mama na gravidez, como foco no terceiro trimestre, este estará mais proeminente, de modo que a estrutura estará basicamente preparada para alimentar o bebê após o nascimento.

No caso de mulheres que possuem mamilos invertidos ou planos, é recomendado que estas usem formadores de mamilos dentro do sutiã, mas é importante mencionar que é importante ter acompanhamento médico.

Seios na gravidez: pós-parto

Após o parto, os seios já estão preparados para fornecer a alimentação necessária para o bebê, sendo que poucas horas depois a criança deve mamar o colostro, que será fundamental em relação a sua imunidade.

Cerca de 2 a 4 dias após o parto, você pode sentir os seios mais firmes e cheios, à medida que ocorre a produção de leite. Algumas mulheres ainda podem sentir dor ou desconforto nessa fase, conhecida como ingurgitamento.

Essa situação é cessada após alguns dias, durante os quais é importante continuar amamentando. Caso o problema persista, é fundamental entrar em contato com um consultor de aleitamento ou com um especialista em amamentação.

Sobre os primeiros meses de amamentação

Tudo o que acontece com os seus seios na gravidez prepara o órgão para nutrir a criança de forma adequada, sendo que o leite materno possui uma composição específica que atende todas as exigências do bebê nos primeiros meses de vida.

Nos primeiros três meses de amamentação, é muito provável que as gestantes continuem com a sensação de que o peito está cheio, mas à medida que o bebê cresce, o seio passa a produzir menos leite, diminuindo a sensação.

Ao fim de 6 meses de amamentação, os seios começam a diminuir de tamanho devido a perda do tecido adiposo da mama. Quando a criança atinge 15 meses, geralmente os seios da mulher já voltaram ao mesmo tamanho de antes da gravidez.

Seios na gravidez: após o desmame

Na maioria das vezes, quando a mama começa a inchar na gravidez ocorre gradualmente, mas após o desmame todas as alterações dos seios causadas pelo aleitamento vão se reverter com o tempo.

Quando ocorre o desmame completo, os seios podem levar até 3 meses para voltar ao tamanho semelhante ao de antes da gestação. Caso você engravide novamente, todo o processo aqui comentado se repetirá.

Relacionados

Veja também esse artigo

Continue lendo

Você Permanecerá no mesmo site

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Utilizamos cookies para melhorar a experiência de navegação. Ao continuar, você concorda.