Skip to main content

Perder Líquido na Gravidez é Perigoso? Veja Agora

Perder líquido na gravidez é perigoso em alguns casos específicos, já que durante a gestação, o líquido amniótico é fundamental para o desenvolvimento do bebê no interior da placenta que fica dentro do útero da mãe.

Ao longo da gravidez, com o crescimento do bebê, é normal que a quantidade de líquido amniótico aumente semanalmente, mas quando chega próximo à data do parto, a quantidade reduz de forma fisiológica.

Através do nosso post você poderá saber melhor o que é o líquido amniótico, qual a sua função e quais são os riscos caso ele seja perdido de forma anormal durante a gestação, então continue a sua leitura.

Anúncios



O que é o líquido amniótico?

Antes de saber se perder líquido na gravidez é perigoso, vamos abordar com detalhes o que é o líquido amniótico, que possui um papel fundamental na gestação e permanece junto ao bebê até o momento do parto.

O líquido amniótico é uma substância que começa a ser produzida bem no início da gestação e fica localizada no interior do saco amniótico, junto ao feto. Este por sua vez expira e inspira o líquido, além de engolir e eliminar para estimular o desenvolvimento de órgãos diversos.

Outra função importante do líquido amniótico é proteger o feto contra possíveis choques externos, assim o bebê pode permanecer bem mesmo após um impacto contra a barriga da gestante, já que o líquido atua como amortecedor.

Perder líquido na gravidez é perigoso?

A perda de líquido na gravidez é perigoso e significa um risco para a saúde do bebê. A condição também é conhecida como “oligoidrâmnio” e acomete cerca de 5,5% das gestantes, sendo mais comum em mulheres com hipertensão.

Perder-líquido-na-gravidez-é-perigoso
Perder-líquido-na-gravidez-é-perigoso

A perda do líquido amniótico durante a gestação antes do terceiro trimestre pode afetar significativamente o desenvolvimento dos pulmões e outros órgãos do feto. Além disso, a criança pode ter malformações em pés e mãos.

Como a principal função do líquido amniótico é auxiliar o no desenvolvimento do bebê como um todo, é fundamental que a condição seja diagnosticada e tratada o quanto antes para que os riscos sejam seduzidos.

O que causa a perda de líquido na gravidez?

Como você pôde conferir anteriormente, perder líquido na gravidez é perigoso e trata-se de uma situação que precisa de atenção especializada, lembrando que cada mulher pode perder o líquido por uma causa diferente.

As causas mais comuns incluem pressão alta não tratada, problemas relacionados à placenta ou problemas com o próprio bebê, como anomalias urinárias e digestivas que muitas vezes não podem ser identificadas precocemente.

Agora, quando o problema está relacionado à baixa produção do líquido por parte do corpo da mulher, as causas podem ser a desidratação da gestante e uso de medicamentos específicos, como alguns anti-inflamatórios.

Identificando a perda de líquido amniótico

Como perder líquido na gravidez é perigoso, é muito importante identificar o problema o mais cedo possível. A mulher pode sentir um líquido saindo pela vagina e este tem coloração transparente sem cheiro.

Caso a perda seja pequena ao longo do dia, é possível sentir a calcinha ficar molhada mais de 1 vez ao dia. Além disso, o bebê pode se mostrar mais quieto, já que com a perda do líquido, há limitação de seus movimentos.

Uma forma simples e prática de descobrir se realmente está perdendo o líquido amniótico é usar um absorvente íntimo e ir avaliando a característica do líquido ao longo do dia, já que ele é diferente da urina e do corrimento natural.

Tratamentos aplicados

Aqui você pode compreender porque perder líquido na gravidez é perigoso e também que a condição pode variar de uma mulher para outra. Hoje há diferentes opções de tratamento que podem ser aplicados de acordo com o período de gestação:

Entre o primeiro e segundo trimestre

Nesta fase inicial da gestação, é muito importante que a mulher busque ajuda médica imediatamente para que o problema seja diagnosticado devidamente e também para que seja instituído um tratamento realmente adequado.

Pode haver a presença de sangramento e infecção junto à liberação do líquido, e neste caso, a mulher deve ser acompanhada bem de perto, à nível ambulatorial para reduzir os riscos à sua saúde e a do bebê.

No terceiro trimestre

Quando perde-se líquido amniótico a partir do terceiro semestre, geralmente não é algo grave e indica o início do trabalho de parto. O líquido é então liberado a partir do rompimentos da bolsa e irá lubrificar o canal por onde o bebê passará.

Se gostou do nosso post, saiba também qual o perigo da catapora para gestante.

Relacionados

Veja também esse artigo

Continue lendo

Você Permanecerá no mesmo site

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.