Skip to main content

Gravidez de Alto Risco: Saiba Quais São as Principais Causas

A gravidez de alto risco é aquela onde o bebê e a gestante possuem uma maior probabilidade de enfrentarem intercorrências durante este período ou no momento do parto propriamente dito.

Quem realiza esse diagnóstico são médicos obstetras devidamente capacitados, que através de uma análise geral da gestante, chega a uma conclusão para tomar medidas a fim de preservar a integridade da mulher e do feto.

É interessante mencionar aqui que todas as pessoas que desejam engravidar devem tomar certos cuidados com a saúde antes, já que isso ajuda a diminuir possíveis riscos. Quer saber mais sobre o assunto? Então continue nos acompanhando.

Anúncios



O que pode causar uma gravidez de alto risco?

O organismo da mulher passa por transformações intensas para que seja possível gerar uma nova vida. Em alguns casos, alguns fatores podem influenciar a gravidez de alto risco e você pode conhecer alguns deles logo a seguir:

  • Gestantes que possuem uma faixa etária abaixo de 17 anos e acima de 35 anos;
  • Doenças pulmonares;
  • Disfunções da tireoide;
  • Gestantes com doenças cardíacas;
  • Infecções diversas;
  • Toxoplasmose;
  • Gestação múltipla ou dupla;
  • Presença de problemas tromboembólicos;
  • Diagnóstico de malformações congênitas fetais;
  • Dilatação e redução do colo uterino ao longo da gestação;
  • Alterações cromossômicas;
  • Ruptura prematura das membranas ovulares precoce;
  • Hipertensão gestacional;
  • Trabalho de parto prematuro;
  • Queda na imunidade da gestante;
  • Quadros de diabetes;
  • Peso muito acima ou muito abaixo do ideal durante o período gestacional;
  • Consumo de drogas, cigarro e álcool antes e durante a gravidez;
  • Casos de complicações na gestação anterior.

Aqui é possível notar que as causas que podem levar a uma gestação de alto risco podem surgir antes da gravidez, em mulheres saudáveis. Sendo assim, é necessário que certos cuidados sejam tomados para evitar intercorrências.

gravidez-de-alto-risco
gravidez-de-alto-risco

Sintomas de gestação de risco

Para que seja possível identificar os problemas mais precocemente, conhecer a gravidez de alto risco sintomas é muito importante. Veja quais são os principais na lista logo abaixo:

  • Náuseas e vômitos muito frequentes e que não cessam após o primeiro trimestre da gravidez;
  • Inchaço súbito do corpo;
  • Alteração repentina dos batimentos cardíacos sem causa visível;
  • Desmaios e tonturas frequentes;
  • Ausência de movimentos do bebê por mais de 1 dia;
  • Perda espontânea de líquido amniótico;
  • Contrações uterinas precoces;
  • Sangramento vaginal;
  • Dor ao urinar.

Se você apresentar estes sintomas, é importante que busque atendimento médico para verificar o estado da sua saúde e do bebê, onde apenas os profissionais da área da saúde poderão fazer um diagnóstico preciso.

Cuidados que devem ser tomados na gestação de risco

Se você já foi diagnosticada como gestante de alto risco, provavelmente já recebeu as devidas instruções diretamente do médico obstetra, já que os cuidados a serem tomados variam de uma situação para outra.

Geralmente, um dos cuidados iniciais na gravidez de alto risco é a suplementação de ácido fólico e de outras vitaminas específicas que podem auxiliar em relação à saúde materna, e consequentemente fetal.

Muitas pessoas também consideram que na gravidez de alto risco pode trabalhar, mas dependendo do caso, será indicado que a mulher fique de repouso a fim de cuidar da sua saúde adequadamente.

Dicas para evitar complicações durante a gestação

A melhor forma de evitar uma gravidez de alto risco, é preparar o corpo com antecedência, ou seja, antes de se tornar gestante. Então se você deseja se tornar mãe, as nossas dicas poderão te ajudar:

  • Evite o consumo de bebidas alcoólica e cigarro: ambos aumentam o rosco de aborto, má-formação e parto prematuro;
  • Tome vitaminas: ao consultar um médico, ele poderá prescrever vitaminas indicadas para manter a saúde em dia;
  • Pratique atividade física regularmente: as atividades físicas são fundamentais para evitar uma série de doenças que geram a gravidez de risco, e elas podem ser realizadas até mesmo durante a gestação;
  • Controle o seu peso: mulheres que engravidam com peso muito acima ou muito abaixo do ideal geralmente são propensas a uma gestação de risco, então tenha atenção a este ponto;
  • Mantenha uma alimentação saudável: busque evitar frituras, doces, alimentos muito ricos em sódio, corantes e refrigerantes. Se possível, faça acompanhamento com um nutricionista.

Gravidez de alto risco e o parto

As complicações que envolvem a gravidez de alto risco variam muito de um quadro para outro, sendo assim, gravidez de risco pode ter parto normal caso o obstetra julgue prudente e possível.

Em outros casos, o mais indicado será a cesariana, já que o procedimento ocorre de forma mais rápida e pode evitar inclusive que haja prejuízos irreversíveis ao corpo da mãe ou do bebê.

Resumindo, o melhor é buscar a opinião de um médico capacitado, já que cada caso envolve riscos diferentes e nem sempre a gravidez de risco será sinônimo de cesária obrigatória.

Relacionados

Veja também esse artigo

Continue lendo

Você Permanecerá no mesmo site

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.