Skip to main content

Criança Andando na Ponta dos Pés: Descubra as Causas e Cuidados

Ver uma criança andando na ponta dos pés pode ser uma cena adorável e curiosa para os pais, sendo comum que os pequenos comecem a tentar a marchar por volta de 12 a 16 meses de vida.

Enquanto muitas vezes é apenas uma fase passageira do desenvolvimento infantil, em alguns casos andar na ponta dos pés pode indicar a presença de algum problema físico ou neurológico, então é importante ter atenção aos detalhes.

Neste artigo, vamos explorar o significado por trás desse comportamento, as possíveis causas e os cuidados que os pais devem ter para garantir o bem-estar das crianças, então continue a sua leitura para saber mais.

Anúncios



O comportamento de andar na ponta dos pés

Criança andando na ponta dos pés é algo relativamente comum, especialmente na fase inicial do aprendizado a caminhar. Isso acontece porque a criança está explorando seu corpo e testando suas habilidades motoras.

Andar na ponta dos pés pode fazer parte desse processo de descoberta.

Para a maioria das crianças, esse comportamento é temporário e desaparece naturalmente à medida que elas desenvolvem melhor o equilíbrio e a coordenação motora.

No entanto, quando esse padrão de andar persiste por um período prolongado ou é acompanhado por outros sintomas, é importante investigar a causa subjacente, pois pode ser indicativo de problemas.

Possíveis causas de criança andando na ponta dos pés

Com o avanço da medicina, já foram descobertas diferentes causas para uma criança andando na ponta dos pés. Abaixo listamos as principais para o seu conhecimento:

criança-andando-na-ponta-dos-pés
criança-andando-na-ponta-dos-pés
  • Desenvolvimento normal: em muitos casos, o andar na ponta dos pés é apenas uma fase normal do desenvolvimento infantil, especialmente entre os 2 e 3 anos de idade. A criança está fortalecendo os músculos das pernas e experimentando diferentes formas de locomoção;
  • Fatores genéticos: algumas crianças podem ter predisposição genética para andar na ponta dos pés. Se essa característica é observada em outros membros da família, é provável que seja apenas uma herança genética;
  • Hiperatividade: crianças muito ativas ou hiperativas podem andar na ponta dos pés como uma forma de liberar energia e expressar sua agitação;
  • Sensibilidade sensorial: algumas crianças podem ser sensíveis à sensação de toque nos pés e preferem andar na ponta dos dedos para evitar desconforto;
  • Transtornos neurológicos: em alguns casos, o andar na ponta dos pés pode estar associado a problemas neurológicos, como atrasos no desenvolvimento motor ou transtornos do espectro autista (TEA);
  • Contraturas musculares: contraturas ou encurtamentos musculares podem dificultar o apoio completo dos pés no chão ao caminhar;
  • Espasticidade: crianças com espasticidade, que é um aumento anormal no tônus muscular, podem andar na ponta dos pés como resultado da rigidez muscular.

Quando é necessário procurar um especialista?

Criança andando na ponta dos pés após os 3 anos de idade ou se há outros sintomas associados, é importante consultar um pediatra ou um especialista em desenvolvimento infantil. Alguns sinais de alerta que podem indicar a necessidade de avaliação médica incluem:

  • Persistência do padrão de andar na ponta dos pés após os 3 anos de idade;
  • Dificuldade para caminhar normalmente com os pés totalmente apoiados no chão;
  • Quedas frequentes;
  • Dificuldade para subir e descer escadas;
  • Atraso no desenvolvimento motor em outras áreas, como pular, correr ou equilibrar-se;
  • Ausência de resposta ao chamado pelo nome ou dificuldade de interação social.

O especialista realizará uma avaliação completa da criança, incluindo histórico médico, exame físico e, se necessário, exames complementares para identificar a causa do andar na ponta dos pés.

Criança andando na ponta dos pés: cuidados e intervenções

O tratamento para uma criança andando na ponta do pé depende da causa subjacente. Em muitos casos, não é necessária nenhuma intervenção, pois a criança superará essa fase por conta própria.

No entanto, quando há problemas motores ou neurológicos, algumas intervenções podem ser recomendadas, como por exemplo:

  • Exercícios de fortalecimento: fisioterapeutas podem recomendar exercícios específicos para fortalecer os músculos das pernas e melhorar o padrão de caminhada;
  • Órteses: em casos de contraturas musculares ou espasticidade, o uso de órteses ou talas pode ser indicado para corrigir a posição dos pés e evitar a progressão do problema;
  • Terapias comportamentais: em algumas situações, terapias comportamentais podem ser úteis para ajudar a criança a modificar seu padrão de andar e adquirir uma postura mais adequada;
  • Intervenção psicológica: se o andar na ponta dos pés estiver associado a fatores emocionais ou comportamentais, uma intervenção psicológica pode ser recomendada para ajudar a criança a lidar com suas emoções e comportamentos.

Conclusão

Criança andando na ponta dos pés pode ter diversas causas, desde um comportamento normal do desenvolvimento até problemas físicos ou neurológicos. É essencial observar a persistência desse comportamento e estar atento a outros sinais de alerta.

Caso haja dúvidas ou preocupações, é importante consultar um especialista para uma avaliação completa a fim de obter o diagnóstico correto, pois dessa forma será possível implementar o tratamento ideal.

Através do diagnóstico adequado e de possíveis intervenções, é possível garantir o bem-estar e o desenvolvimento saudável da criança, ajudando-a a alcançar seu potencial máximo.

Relacionados

Veja também esse artigo

Continue lendo

Você Permanecerá no mesmo site

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.