Skip to main content

Cinta Pós-Parto: É Realmente Necessário Usar?

A cinta pós-parto atualmente é contraindicada pela grande maioria dos especialistas, pois este acessório pode vir a atrapalhar o processo natural de recuperação da mulher, mas trata-se de algo controverso.

Hoje estas cintas podem ser encontradas com muita facilidade em lojas de diversos tipos, havendo tamanhos e cores variadas, mas é muito importante saber a forma correta de usá-la para que não sejam causados danos a sua saúde.

Com base nesse post, você terá a oportunidade de entender todos os detalhes relacionados a estas cintas usadas por mulheres no pós-parto e saber se realmente é necessário utilizá-las, então continue acompanhando o conteúdo abaixo.

Anúncios



O que é a cinta pós-parto?

A cinta pós-parto é um acessório composto por um tecido fino, que abrange toda a parte da barriga da mulher. Trata-se de algo que pode ser aliado para auxiliar no conforto e segurança das mulheres após o nascimento da criança.

De uma forma geral, estas cintas são muito práticas de vestir e podem ser encontradas tanto em lojas online como em lojas físicas, onde o valor varia de acordo com o modelo de sua preferência.

cinta-pós-parto
cinta-pós-parto

Como este acessório é bastante justo, é muito importante que seja usado com cautela, onde muitas mulheres acabam cometendo um equívoco ao usar a cinta sem indicação por simples questões de estética.

Controvérsias sobre o uso da cinta no pós-parto

Atualmente, muitos obstetras são contra o uso da cinta pós-parto, pois segundo eles o acessório retarda a recuperação dos músculos abdominais, já que o objeto impede que eles se contraiam por conta própria a fim de sustentar o abdômen.

Embora este seja o fato mais aceito, também existem especialistas que recomendam o uso dessa cinta com a finalidade de proporcionar mais conforto e segurança para que as mulheres possam se movimentar.

É muito importante destacar aqui que a cinta não vai ter uma influência direta sobre o retorno do abdômen ao ser formato natural, ou seja, como era antes da gestação. Isso é algo que demanda tempo, então é necessário ter paciência.

Quando a cinta é recomendada

Em relação a cinta pós-parto quando usar, pode ser uma opção em parto normal ou cesárea, não sendo obrigatório. Alguns médicos solicitam apenas que a mulher aguarde que os seus movimentos peristálticos voltem ao normal, para então vestir a peça.

Quando o obstetra tem a opinião de que não se deve usar a cinta, ele provavelmente irá explicar suas justificativas para a paciente, mas caso ela queira usar mesmo assim, ele fará orientações detalhadas para que não haja prejuízos.

Caso o seu objetivo seja recuperar a musculatura abdominal com a cinta, fazer exercícios como abdominais serão mais indicados, mas estes também devem ser feitos apenas após liberação médica.

Qual a forma correta de usar

Após conhecer as contraindicações do uso da cinta pós-parto mesmo assim você queira usá-la, o primeiro passo é conversar diretamente com o seu obstetra para que ele passe as melhores orientações. O acessório deve ser usado da seguinte forma:

  • Escolha uma cinta de tamanho adequado, pois se esta for muito justa, vai prejudicar a irrigação sanguínea abdominal, o que pode ser prejudicial principalmente em caso de cesárea;
  • Não use a cinta por períodos prolongados, onde alguns obstetras recomendam vestí-la apenas 72h após o parto, podendo permanecer com ela de 6 a 8 horas diárias;
  • O uso da cinta deve ser feito com cautela e sem excessos, não devendo exceder mais do que 20 dias após o parto;
  • No caso de mulheres que passaram por cesárea, é preciso fazer uma proteção sobre a ferida cirúrgica, com o objetivo de evitar que esta fique raspando na cinta, o que pode dificultar o fechamento do corte.

É muito importante deixar claro que as orientações vão variar muito de um profissional para outro, então é fundamental que você tire todas as suas dúvidas ao conversar diretamente com o seu obstetra de confiança.

Tipos de cintas disponíveis no mercado

No mercado existem diversos tipos e modelos de cinta pós-parto cesárea ou para parto normal, de modo que a partir das orientações do seu médico, você terá a oportunidade de escolher a melhor opção. As mais comuns incluem:

  • Cinta sem pernas de cintura alta: esta é pequena, sendo semelhante a uma calcinha com cintura alta que pode chegar até o umbigo. É muito fácil de vestí-la e você encontra com muita facilidade para compra;
  • Cinta com busto para amamentação: este modelo se assemelha ao maiô, havendo uma abertura na região dos seios com a finalidade de facilitar a amamentação;
  • Cinta de pernas e colchetes: este tipo de modelo possui aberturas laterais, o que facilita a sua utilização;
  • Cinta com velcro: é bastante semelhante a uma faixa espessa, de modo que você pode ajustá-la ao corpo para melhor envolver o abdômen.

Relacionados

Veja também esse artigo

Continue lendo

Você Permanecerá no mesmo site

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Utilizamos cookies para melhorar a experiência de navegação. Ao continuar, você concorda.