Skip to main content

Aborto espontâneo: Entenda o Que Acontece e Como Evitar

O aborto espontâneo é uma situação que acomete cerca de 10% dos casos confirmados de gestação, segundo dados divulgados pelo Ministério da Sáude. Como trata-se de algo traumático, diversas consequências podem acontecer.

O termo geralmente é usado para se referir a gestações que terminam involuntariamente antes que seja completado 20 semanas (5 meses), onde há muitas causas que levam ao aborto acidental.

Através desse artigo você poderá entender melhor o porque esse tipo de aborto acontece e o que é possível fazer para evitá-lo, então prossiga com a leitura do conteúdo disponibilizado abaixo.

Anúncios



O que é o aborto espontâneo?

Conforme brevemente citado, o aborto espontâneo é aquele que ocorre de forma involuntária antes de 20 semanas de gestação. Embora seja algo comum, a situação causa um grande trauma emocional para os pais.

Segundo especialistas, esse tipo de aborto acontece com mais frequência na 12ª semana de gestação, onde os principais órgãos do bebê se encontram em desenvolvimento, mas é possível que ele ocorra muito antes.

Um detalhe importante é que aborto acidental pode ser tão precoce que acontece antes mesmo da mulher descobrir que está grávida, onde muitas levantam a questão “como saber se estou abortando ou menstruando?”.

aborto-espontâneo
aborto-espontâneo

Principais sintomas

Os sintomas do aborto espontâneo são muito variáveis e dependem muito de uma situação para outra, então é muito importante que as gestantes tenham atenção a todos os detalhes referentes ao seu organismo. Os sintomas podem incluir:

  • Dor abdominal;
  • Sangramento vaginal;
  • Dor nas costas;
  • Dor na pélvis;
  • Contrações uterinas.

É muito comum que ocorra a eliminação de outros produtos da concepção, onde a coleta destes para apresentar a um médico pode ser importante, já que apenas um profissional poderá fazer o real diagnóstico do abordo involuntário.

Vale destacar ainda que o aborto pode acontecer e não ser acompanhado de dores ou sangramento, de modo que a mulher descobrirá que a gestação não está mais acontecendo quando for realizar os exames de pré-natal.

Principais causas relacionadas

O aborto espontâneo é uma situação que pode acontecer sem motivos aparentes e identificar a causa se torna algo difícil, mas em alguns casos, distúrbios específico do organismo feminino podem levar a ele, como por exemplo:

  • Alterações uterinas diversas, que pode ter origem adquirida ou congênita;
  • Fatores endócrinos, que podem incluir má funcionamento da tireóide e diabetes;
  • Fatores imunológicos, como alguma doenças autoimunes;
  • Infecções diversas, como o HIV e a toxoplasmose.

Além disso, existem fatores de risco que contribuem para o aborto involuntário, como o tabagismo, uso de drogas, consumo exacerbado de álcool, idade avançada da gestante, doenças sexualmente transmissíveis, entre outros.

Saber porque têm aborto espontâneo é algo difícil e apenas com o auxílio de um profissional é possível chegar a uma conclusão concreta, sendo que em alguns casos a mulher precisa passar por tratamentos para que o quadro não se repita.

Formas de prevenção do aborto espontâneo

Hoje ainda não foram determinadas formas de prevenir o aborto espontâneo de forma direta, mas é possível que as pessoas interessadas em diminuir a probabilidade desse acontecimento tomam algumas atitudes, que incluem:

  • Evitar se tornar gestante quando estiver com peso muito alto ou muito baixo;
  • Evitar o consumo em excesso de cafeína;
  • Evitar o consumo de cigarros, drogas e álcool;
  • Manter um estilo de vida mais saudável antes da concepção;
  • Fazer exames ginecológicos regularmente para garantir a saúde do órgão reprodutor antes de engravidar;
  • Após confirmada a gravidez, faça os exames pré-natais nas datas corretas.

Os abortos recorrentes acabam chamando mais atenção para o estado de saúde da mãe, ou seja, um episódio pode acontecer por motivos desconhecidos e não voltar a ocorrer, mas em caso de abortos de repetição, a investigação médica tende a ser mais intensa.

Sobre os abortos de repetição

O aborto de repetição é aquele onde a mulher sofre mais de três abortos em um período de até 20 semanas de gestação. Em outras palavras, é algo mais grave que um aborto espontâneo comum e requer investigação médica criteriosa.

A situação pode acarretar em grandes traumas para a mãe, e segundo a Sociedade Brasileira de Reprodução Humana, as principais causas do aborto de repetição são:

  • Fatores genéticos;
  • Problemas anatômicos;
  • Leiomiomas uterinos;
  • Pólipos endometriais;
  • Fatores endócrinos;
  • Defeitos de desenvolvimento uterino;
  • Incompetência istmo-cervical;
  • Síndrome de anticorpo antifosfolípide;
  • Doenças autoimunes.

Graças a intensa evolução da medicina, hoje em dia é possível conseguir um diagnóstico preciso e confiável, que geralmente requer exames específicos para acompanhar o quadro da mulher que já sofreu abortos de repetição.

Gostou do nosso conteúdo? Veja também quais são as principais causas da infertilidade feminina.

Relacionados

Veja também esse artigo

Continue lendo

Você Permanecerá no mesmo site

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Utilizamos cookies para melhorar a experiência de navegação. Ao continuar, você concorda.