Skip to main content

A bolsa Estourou e Agora? Veja o Que Fazer Nesse Momento

Quando as mulheres percebem que a bolsa estourou, automaticamente acabam pensando que o trabalho de parto se iniciou, mas nem sempre este rompimento é tido como o primeiro sintoma do parto.

Segundo pesquisas, apenas 10% das gestantes em final de gravidez apresentam a ruptura repentina da bolsa antes que o processo em si comece, de modo que aquelas cenas de filmes e novelas acabam ficando um pouco longe da realidade.

O mais comum é que a ruptura ocorra durante o trabalho de parto e já podemos adiantar que se a bolsa se romper antes, não é necessário ir às pressas ao hospital. Quer entender melhor sobre o assunto? Então continue nos acompanhando.

Anúncios



Como saber se a bolsa estourou?

Com o fim da gestação em andamento, a ansiedade começa a tomar conta da gestante, sendo muito comum que as mulheres não consigam identificar o rompimento da bolsa. Veja abaixo algumas formas de saber se a bolsa estourou:

  • Quando a bolsa se rompe, o mais comum é que aconteça durante a noite;
  • Há alguns relatos de que é possível escutar um barulho, como se algo tivesse estourado;
  • A lubrificação normal da vagina sai em pequenas quantidade, já quando se trata do rompimento da bolsa, o líquido amniótico é eliminado em grande quantidade, molhando a calcinha, o chão ou a cama;
  • O líquido amniótico possui algumas características próprias, como cheiro de cândida, cor transparente com algumas estrias brancas.

Conforme você pode conferir, a bolsa pode estourar dormindo e se outros tipos de sintomas estiverem ausentes, a mulher pode demorar um pouco a perceber este fato, mas vale destacar que o líquido amniótico não sairá todo de uma só vez.

Cuidados a serem tomados

Caso você tenha notado que a bolsa estourou, é importante manter a calma e ficar atento aos sinais dados pelo seu próprio corpo. Veja abaixo alguns detalhes que devem ser observados:

  • Observe a coloração do líquido amniótico, pois caso ele esteja claro e com cheiro normal, não será preciso buscar atendimento médico muito rapidamente;
  • Acompanhe toda a movimentação do bebê;
  • É muito importante se manter hidratada e verificar a temperatura corporal.

Se você perceber qualquer sinal anormal que fuja das características comuns de um parto normal, não exite em buscar atendimento na unidade de saúde mais próxima, pois assim será possível conversar diretamente com um obstetra.

a-bolsa-estourou
a-bolsa-estourou

Sinais importantes de alerta

Se a bolsa estourou e você ainda não se dirigiu para a maternidade, é importante que fique atenta a alguns sinais de alerta para garantir que não há nada errado acontecendo, como por exemplo:

  • Presença de febre, mesmo que baixa;
  • Presença de sangue junto ao líquido amniótico;
  • Diminuição da movimentação do bebê;
  • Alteração no cheiro ou na cor do líquido amniótico.

Essas características podem indicar algumas complicações tanto para o bebê quanto para a gestante, então será amplamente recomendado que você busque atendimento médico caso um desses sinais se manifeste.

A bolsa estourou: O que fazer neste momento?

No início desse post comentamos que nem sempre o trabalho de parto se inicia após o rompimento da bolsa, já que o bebê só poderá nascer após o aparecimento das contrações, que serão as responsáveis por empurrá-lo para fora.

Sendo assim, se a bolsa estourou e não há contrações, ou estas estão leves, você pode se organizar com calma para ir até a maternidade. Caso o líquido amniótico liberado seja escuro, haverá indicação de ir mais rapidamente ao hospital.

Já na maternidade, o médico deve avaliar a gestante de uma forma geral e o trabalho de parto será acompanhado com base nas contrações. Além disso, a dilatação deve ser monitorada para definir o momento de descida do feto pelo canal do parto.

Outros sinais do trabalho de parto

O trabalho de parto pode acontecer a partir de 20 semanas de gravidez e conforme mencionado aqui, a bolsa estoura repentinamente em casos isolados, de modo que você pode identificar o trabalho de parto através de outros sinais, como:

  • Contrações ritmadas;
  • Perda do tampão mucoso;
  • Dilatação do colo do útero;
  • Presença de cor causada pelas contrações.

O que fazer caso a bolsa se rompa antes das 37 semanas?

Para que o rompimento da bolsa apresente poucos riscos ao bebê, isto deve ocorrer no final da gestação ou durante o trabalho de parto. Se você notar que a bolsa estourou antes das 37 semanas, será preciso fazer uma avaliação médica de emergência.

Muitas mulheres desejam saber com quantas semanas a bolsa pode estourar, e na verdade, isso pode acontecer inclusive prematuramente. Neste caso há alguns fatores específicos que contribuem para o quadro, que leva riscos ao feto.

Algumas das causas possíveis incluem inflamação das membranas fetais, uso de cigarro ou drogas durante a gestação, comprimento cervical curto, má nutrição geral ou infecções intra-amnióticas.

Relacionados

Veja também esse artigo

Continue lendo

Você Permanecerá no mesmo site

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Utilizamos cookies para melhorar a experiência de navegação. Ao continuar, você concorda.