Skip to main content

A Bolsa Estourou Com 37 Semanas: O Que Devo Fazer?

Se a sua bolsa estourou com 37 semanas, fique sabendo que já está na idade gestacional ideal para o parto, pois neste período o bebê já completou a sua formação e os pulmões já estão maduros.

É um grande fato que quando a bolsa se rompe, a mulher sente um misto de emoções, que incluem ansiedade, medo e euforia, principalmente no caso das mamães de primeira viagem, mas por mais difícil que seja, é necessário manter a calma.

É importante comentar ainda que a ruptura da bolsa antes do início do trabalho de parto é algo raro, que acontece apenas com 10% das gestantes, e com base nesse post você poderá conferir todas as informações acerca deste assunto.

Anúncios



Como saber se a bolsa realmente estourou?

Conforme mencionado anteriormente, apenas uma porcentagem pequena de mulheres têm a bolsa rompida antes do início do trabalho de parto, de modo que algumas gestantes podem confundir com perda de urina, por exemplo.

Para saber se a bolsa estourou com 37 semanas realmente, é importante se atentar aos detalhes, já que isso geralmente acontece de madrugada e a gestante sente como se algo tivesse estourado dentro de sua barriga.

Além disso, o líquido liberado quando a bolsa se rompe é em grande quantidade, então será possível fazer a diferenciação entre lubrificação vaginal, mas em alguns casos o escape de urina pode realmente confundir a mulher.

A partir de quantas semanas a bolsa pode estourar

Outra dúvida muito comum entre as gestantes é relacionada com quantas semanas a bolsa pode estourar, sendo que a resposta para isso é variável conforme o tipo de gravidez. Saiba mais a seguir:

A partir de 37 semanas

Quando a bolsa se rompe e a grávida está com idade gestacional superior ou igual a 37 semanas, o bebê já está maduro e o nascimento tende a encaminhar normalmente, exceto em casos onde o parto apresenta riscos específicos.

Segundo especialistas, as gestantes não sentem dor quando a bolsa se rompe e aquelas cenas de filme clássicos não se repetem na vida real, de modo que o parto em si pode demorar mais de 24 horas para acontecer.

Vale mencionar ainda que a coloração do líquido amniótico deve ser observada, pois esta deve ser clara e sem cheiro forte. Caso esteja esverdeado e com odor forte, é importante buscar imediatamente por atendimento médico.

bolsa-estourou-com-37-semanas
bolsa-estourou-com-37-semanas

Menos de 37 semanas

Outro caso onde a mulher deve buscar por assistência médica imediata é quando a bolsa se rompe com idade gestacional inferior a 37 semanas, já que medidas devem ser tomadas a fim de evitar o parto prematuro.

Geralmente as gestantes são internadas para que médicos possam acompanhá-la mais de perto a fim de fazer um controle laboratorial e clínico em relação ao volume de líquido amniótico presente no interior da placenta, junto ao feto.

Resumidamente, se a bolsa estourou com 37 semanas não é preciso se deslocar imediatamente para um hospital, mas caso a bolsa rompa antes deste prazo, o atendimento médico é indispensável para evitar problemas graves com o bebê e com a mãe.

Quanto tempo demora para o nascimento depois do rompimento da bolsa?

Segundo estudos científicos concretos, cerca de 50% das pacientes entram em trabalho de parto nas primeiras 16 horas após o rompimento prévio da bolsa, enquanto 95% podem demorar até 76 horas para tal.

Desse modo, quando a bolsa estourou com 37 semanas não será recomendado buscar imediatamente por um hospital, mas sim permanecer em casa e se dirigir para atendimento quando as contrações começarem.

Vale mencionar ainda que você pode informar todos os detalhes ao seu obstetra e ele deve dar dicas muito importantes a serem seguidas neste momento, de modo que é importante segui-las à risca para evitar qualquer tipo de complicação.

Sinais de alerta

Caso a bolsa se rompa e a mulher ainda não tenha se dirigido para a maternidade, é importante ficar atenta aos sinais que podem indicar alerta. Confira quais são eles na lista que disponibilizamos logo a seguir:

  • Presença de febre, mesmo que esta seja baixa;
  • Presença de sangue saindo pela vagina;
  • Mudança no cheiro ou na cor do líquido amniótico;
  • Diminuição dos movimentos do bebê.

Estes são indícios de complicações com a mulher e com o bebê, de modo que a maior recomendação aqui será buscar ajuda médica imediatamente, já que especialistas saberão os procedimentos corretos a serem realizados.

Bolsa estourou com 37 semanas: considerações finais

Aqui você pode acompanhar todos os sinais que a bolsa vai estourar, além do que deve ser observado para confirmar que isso realmente aconteceu, já que o líquido amniótico possui características específicas e pode ser diferenciado de outras coisas.

Por fim, é importante ressaltar a importância dos exames de pré-natal, de modo que será possível até mesmo estimar a data do parto, além de se certificar que a gestante o bebê estão com a saúde plena.

Relacionados

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.